Category

Notícias

O eArchiving está a recolher as necessidades de formação dos arquivos digitais europeus. Participe!

By | Notícias

O E-ARK3 está a realizar um levantamento das necessidades de formação para arquivos digitais, como parte do building block eArchiving do Connecting Europe Facility (CEF).

A necessidade de formação em eArchiving nunca foi tão grande. Nas últimas duas décadas, governos, empresas e indivíduos tornaram-se cada vez mais digitais. Tanto que noventa por cento dos dados no mundo de hoje foram gerados nos últimos dois anos.

Os dados nesta escala trazem oportunidades, mas também trazem desafios. O problema para as instituições de memória é que arquivar mesmo uma pequena parte desses dados poderá tornar-se uma tarefa difícil. Os repositórios de longo prazo devem implementar especificações, ferramentas e fluxos de trabalho apropriados, capazes de processar grandes quantidades de informações numa variedade crescente de formatos. As organizações no ecossistema de arquivo precisam de estar cientes das diferentes abordagens, sistemas e formatos que podem ser implementados.

O objetivo do E-ARK3 é promover um envolvimento mais profundo e acesso aos serviços de eArchiving. Uma das maneiras pelas quais conseguirão esse objetivo é oferecendo formação. O seguinte levantamento das necessidades ajudará a garantir que a formação desenvolvida seja apropriada às comunidades-alvo e que vá ao encontro das suas necessidades reais.

O seu contributo para este questionário ajudará a moldar essa formação. Por favor, participe e incentive os seus colegas e colaboradores a responder. Demora apenas 10 minutos.

PREENCHER QUESTIONÁRIO

KEEP SOLUTIONS está a recrutar!

By | Notícias

Encontram-se abertas 5 oportunidades de emprego para a função de Full stack developer para integrar os quadros da empresa KEEP SOLUTIONS sediada em Braga.

Os candidatos deverão possuir os seguintes requisitos:
▪ Licenciatura ou mestrado em Informática ou afins;
▪ Conhecimentos de programação orientada a objetos;
▪ Conhecimentos de programação em linguagens de scripting;
▪ Conhecimentos de linguagens Web;
▪ Conhecimentos de bases de dados relacionais.

Os candidatos deverão ainda possuir as seguintes competências:
▪ Capacidade de trabalhar em equipa;
▪ Capacidade para se focalizar na concretização dos objetivos do serviço e garantir que os resultados desejados são alcançados.

Os candidatos terão a oportunidade de integrar uma equipa jovem e dinâmica, altamente focada no desenvolvimento e implementação de soluções de software que visam o acesso continuado à informação. Dependendo do perfil do candidato, este poderá ser integrado num projeto de âmbito nacional ou internacional.

Benefícios:
▪ Vencimento definido de acordo com o curriculum e experiência demonstrados;
▪ Subsídio de alimentação;
▪ Seguro de saúde;
▪ Divisão lucros por todos os colaboradores;
▪ Compensações por viagem;
▪ Prémios de desempenho individual.

Consulte toda a informação disponível no edital de recrutamento.

A KEEP SOLUTIONS tem como missão assegurar que a informação produzida hoje permanece acessível às gerações futuras. A nossa atuação assenta no fornecimento de soluções de software para gestão e preservação de informação. Os seus principais clientes são instituições públicas nacionais e internacionais de grandes dimensões tais como a Comissão Europeia, Ministérios, Arquivos Nacionais, Museus, Universidades, etc.

Descoberta necrópole medieval com 30 sepulturas no norte do país

By | Notícias

Cerca de 30 sepulturas do período medieval moderno foram descobertas em Valença, naquilo que aparenta ter sido uma necrópole da população residente no centro histórico daquela cidade raiana.

Segundo Alexandrina Amorim, mestre em Antropologia Biológica e elemento da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho (UAUM), as sepulturas datam do período compreendido entre o século XIII (finais da idade média) e século XVII (inícios da idade moderna).

Desde 2004 que a equipa da UAUM tem assegurado a intervenção arqueológica na Fortaleza de Valença, no âmbito do Projeto de Requalificação Urbana do Centro Histórico de Valença.

A terceira e última fase de execução do projeto foi concluída entre novembro e dezembro, tendo-se realizado sondagens prévias e o acompanhamento arqueológico permanente da obra de restauro da Fortaleza, destacando-se os trabalhos de escavação de parte da necrópole associada à igreja de Santo Estêvão.

O espaço seria local de enterramento para a população local, segundo conta a responsável.

As escavações junto à igreja começaram em maio de 2018, prolongando-se em diferentes intervenções até dezembro de 2019, altura em que foram descobertas as sepulturas, ainda com as respetivas ossadas dos defuntos enterrados à maneira cristã.

Segundo Alexandrina Amorim, os ossos “estão mais ou menos preservados”. “Antigamente, o local era uma rua onde passavam carros, gerando um impacto negativo”, explica.

“A ideia, daqui para a frente, é fazer a limpeza das ossadas e realizar estudos para apurar vários aspectos”, avança. Vai ser possível identificar a data cronológica concreta da morte, o género dos sepultados e a idade com que morreram.

De acordo com o boletim de arqueologia da UAUM, a fortaleza de Valença do Minho, Monumento Nacional classificado desde 1928, é “um exemplo notável de arquitetura militar portuguesa de época moderna”.

(Imagem da autoria da UAUM)

Fonte e mais informação: https://ominho.pt/descoberta-necropole-medieval-com-30-sepulturas-em-valenca/

Nova edição dos Encontros Documentais: conheça o programa!

By | Notícias

A edição de 2020 dos Encontros Documentais, desta vez subordinada ao tema “Bibliotecas, Arquivos e Museus: Redes” vai voltar a desenrolar-se numa única sessão, a ter lugar no dia 19 de fevereiro, nas instalações da Biblioteca José Cardoso Pires, em Vila de Rei.

Programa:

9h00: Abertura do secretariado
9h15: Sessão de abertura
9h30: Bibliotecas em Rede – Terras de Monsalude | Manuela Carvalho, Deolinda Campos, Lucília Santos – Rede de Bibliotecas Terras de Monsalude Castanheira de Pêra, Figueiró do Vinhos, Pedrógão Grande)
10h10: Leitores do Património: Projeto de Investigação Cultural e Educativo | Ana Sofia Marçal, Joana M. Lopes – Biblioteca Municipal Padre Manuel Antunes, Câmara Municipal da Sertã

10h40: Pausa para café

11h00: Oficinas
Oficina 1 – As potencialidades multimédias de um smartphone II – som e vídeo | Luís Batista – Docente do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei
Oficina 2 – Ser colaborativo, ser cidadão ativo | Pedro Rafael Gomes – Coordenador da Rede de Bibliotecas Escolares

13h00: Almoço

14h30: “Proteger o que é nosso!”: A Estratégia de salvaguarda dos Arquivos Locais da RAA-DE | Jorge Janeiro – Rede de Arquivos do Alentejo – Distrito de Évora
15h10: “Como criar Sinergias entre museus de base local?” |Dina Ramos – Docente na Universidade de Aveiro, Investigadora da GOVCOPP e Coordenadora do Projeto Gândara TourSensations

15h50: Pausa para café

16h00: Oficinas
Oficina 1 – As potencialidades multimédias de um smartphone II – som e vídeo | Luís Batista – Docente do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei
Oficina 2 – Ser colaborativo, ser cidadão ativo | Pedro Rafael Gomes – Coordenador da Rede de Bibliotecas Escolares

Fonte: https://www.antenalivre.pt/noticias/biblioteca-municipal-de-vila-de-rei-acolhe-edicao-de-2020-dos-encontros-documentais/#lightbox[group]/0/

Museu do Louvre é novamente o mais visitado do mundo!

By | Notícias

O Museu do Louvre, em Paris, atraiu nove milhões e seiscentos mil visitantes, no ano passado, mantendo-se como o museu mais popular do mundo.

Um número mesmo assim inferior aos 10 milhões e 200 mil, o recorde atingido em 2018. O decréscimo pode ser explicado pelas consecutivas greves que ocorreram na capital francesa em 2019.

Cerca de 25% das pessoas que visitaram, no ano passado, o Louvre eram francesas. Quanto aos estrangeiros, a maioria veio de países da União Europeia (como Espanha, Alemanha, Itália ou Reino Unido), dos Estados Unidos da América e da China.

Entre os cinco museus mais visitados do mundo encontramos, em segundo lugar, o Museu Nacional de História Natural em Washington D.C., a fechar o pódio está o Museu Nacional da China em Pequim, localizado na Praça Tiananmen, seguem-se o Museu Nacional do Ar e do Espaço, também em Washington D.C. e o Museu Britânico, em Londres.

O Louvre abriga muitas obras-primas da cultura mundial, mas a “Mona Lisa” de Leonardo da Vinci continua a ser a obra mais vista e fotografada. O museu exibe, até 24 de fevereiro, uma mostra temporária dedicada ao génio do renascimento italiano.

O Museu do Louvre é composto por oito secções, a mais recente, inaugurada em 2012, é dedicada à Arte Islâmica e alberga a maior coleção do género na Europa.

Guardião da arte e da cultura do passado, o Museu do Louvre assume-se, também, como a casa dos artistas contemporâneos. Exemplo disso, a 25 de janeiro inaugura a obra “L’Onde du Midi”, do artista venezuelano Elias Crespin.

Fonte: https://pt.euronews.com/2020/01/15/museu-do-louvre-e-o-mais-visitado-do-mundo

Conheça o novo museu que será instalado em Mesão Frio!

By | Notícias

A Câmara de Mesão Frio vai instalar, numa antiga escola primária, o Museu do Barco Rabelo para homenagear a embarcação que antigamente transportava o vinho da região para o Porto.

As obras de recuperação da antiga escola primária da Rede já arrancaram e, segundo afirmou à agência Lusa Alberto Pereira, presidente da Câmara de Mesão Frio, o novo espaço deverá ser inaugurado a 30 de novembro.

O novo museu pretende ser mais um polo de atração turística para este município do distrito de Vila Real e, no seu interior, vai ser contada a história do barco rabelo. Trata-se de uma embarcação típica do rio Douro que, antigamente, transportava as pipas de vinho do Porto da região demarcada, onde as vinhas se localizam, até Vila Nova de Gaia – Porto, onde o vinho era armazenado e, posteriormente, comercializado e exportado.

Neste museu, segundo o autarca, haverá uma recriação de um barco e serão lembradas as três barcas de passagem, que neste concelho faziam o transporte entre as margens do rio.

Alberto Pereira adiantou que, no dia da inauguração, prevista para 30 de novembro, será também apresentada “uma obra literária sobre as barcas de passagem”.

O edifício terá ainda uma sala de projeção de filmes sobre a história e as viagens de rabelo e um espaço de exposição do artesanato da região, nomeadamente as castanhetas de Barqueiros (castanholas), um instrumento que os homens do rancho daquela localidade tocam com as mãos durante a sua música tradicional, a chula.

As castanhetas são produzidas por um artesão local e, segundo o autarca, pretende-se também “certificar este instrumento”.

Estas ações fazem parte do projeto da autarquia que pretende preservar a memória das gentes ribeirinhas do concelho, com a denominação “Homens do Rio Douro – Barcos e Barqueiros”, partilhando “as memórias de todos quantos viveram do rio e para o rio ao longo dos séculos”.

No concelho de Mesão Frio existe a aldeia de Barqueiros, onde se instalaram muitos dos homens que levavam os barcos rabelo desde o Douro até ao Porto.

O projeto representa um investimento de cerca de 250 mil euros e conta com financiamento do programa Provere – Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos.

Fonte: https://observador.pt/2020/01/14/mesao-frio-homenageia-barco-rabelo-com-museu-em-antiga-escola-primaria/

Estão abertas as candidaturas ao Prémio Arquivo.pt 2020!

By | Notícias

Nesta 3.ª edição do prémio anual Arquivo.pt serão atribuídos 15 000 € aos três melhores trabalhos (1º classificado: 10 000 €).

O prazo para submissão de trabalhos termina no dia 4 de maio de 2020.

Podem concorrer trabalhos realizados individualmente ou em grupo sobre qualquer tema, desde que o Arquivo.pt seja a fonte principal de informação.

O Jornal Público é parceiro oficial do Prémio Arquivo.pt 2020, tendo sido um dos primeiros jornais a marcar presença na Internet.

O Jornal Público completa 30 anos no dia 5 de março de 2020 e atribuirá uma Menção Honrosa para os trabalhos realizados com base nos conteúdos do Público guardados no Arquivo.pt.

Todos os detalhes acerca das candidaturas estão disponíveis em: https://arquivo.pt/premio2020.

O Prémio Arquivo.pt promove a visibilidade de quem concorre e das suas instituições.

Fonte: https://sobre.arquivo.pt/pt/candidaturas-abertas-ao-premio-arquivo-pt-2020/

Universidade de Coimbra assina protocolo de cooperação com a Fundação Côa Parque

By | Notícias

A Universidade de Coimbra, através do Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património (CEAACP) e a Fundação Côa Parque formalizaram um protocolo de cooperação técnico-científica.

O acordo prevê a assessoria técnica e científica dos investigadores do CEAACP em iniciativas da Côa Parque – Fundação para a Salvaguarda e Valorização do Vale do Côa e a colaboração mútua das instituições em projetos no âmbito de atividades de investigação e de divulgação do património cultural.

A Fundação Côa Parque é responsável pela gestão e promoção científica e turístico-cultural do Parque Arqueológico do Vale do Côa e do Museu do Côa, região com ocupação humana desde há cerca de 200 mil anos, com particular importância na arte rupestre pré-histórica, e cuja paisagem está classificada como Monumento Nacional e inscrita na Lista do Património Mundial da UNESCO.

Os investigadores do CEAACP têm participado, de modo continuado, ao longo das últimas quatro décadas, no estudo da Pré-história e de outros períodos mais recentes do território do Vale do Côa.

Fonte: https://www.pportodosmuseus.pt/2020/01/12/universidade-de-coimbra-assina-protocolo-de-cooperacao-com-a-fundacao-coa-parque/

Biblioteca Pública da Madeira integra Rede de Bibliotecas da UNESCO

By | Notícias

O Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira (ABM) vai passar a integrar a Rede de Bibliotecas Associadas à Comissão Nacional da UNESCO (CNU).

A inclusão neste grupo exclusivo de bibliotecas tem por objetivo encorajar estes espaços a realizar atividades no âmbito das missões da UNESCO, como a promoção dos direitos humanos, da paz, da diversidade cultural e do diálogo intercultural, a proteção do ambiente e a luta contra o analfabetismo, entre outras.

Com a entrada na referida rede, o ABM explica que pretende continuar a sua ação junto do público, enriquecendo o seu programa educativo. Em 2020 estão previstas algumas atividades e a criação de uma exposição em regime de itinerância e partilha com instituições congéneres do espaço português. O ABM estará também presente no encontro anual desta rede.

Fonte: https://www.jm-madeira.pt/regiao/ver/80851/Arquivo_Regional_integra_Rede_de_Bibliotecas_da_UNESCO

DGLAB promove ciclo de webinars gratuitos dirigidos às Bibliotecas Públicas

By | Notícias

Com o objetivo de capacitar os profissionais das bibliotecas públicas, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), através da Direção de Serviços de Bibliotecas (DSB), irá dar início a um ciclo de webinars sobre diversas temáticas.

Através de sessões online, com a duração máxima de 1 hora, serão promovidos webinars sobre diferentes temas relacionados com as bibliotecas públicas, projetos e serviços inovadores, boas práticas e apresentações de documentos técnicos.

Pretende-se com este projeto criar um momento de partilha e de reflexão, ao mesmo tempo que se constitui um conjunto de vídeos formativos facilitadores e potenciadores da atuação dos técnicos das Bibliotecas Públicas.

Os webinars destinam-se a todos os profissionais a exercer funções em Bibliotecas Públicas Portuguesas, com prioridade para as pertencentes à Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP), podendo ser abertos a outros profissionais de biblioteca, caso exista vaga.

Inscrições:

• As inscrições realizam-se através do preenchimento de um formulário online;
• As inscrições podem ser feitas 1 mês antes da data de realização de cada webinar;
• As inscrições são registadas por ordem de chegada, mas apenas são efetivas após envio de confirmação por email;
• Cada webinar tem uma capacidade máxima de 40 vagas;
• A inscrição deve ser efetuada apenas quando tiver a confirmação de disponibilidade, evitando impedir outras inscrições;
• No dia anterior ao webinar os inscritos receberão um email com a confirmação do webinar e a senha de acesso à sessão;
• O certificado de frequência será enviado aos inscritos que assistam em tempo real e eftuem o login de acesso à sessão;
• Em caso de cancelamento ou falta de comparência do interessado numa sessão sem a devida justificação, a DGLAB reserva-se o direito de, no presente ano, considerar como suplente qualquer outra inscrição noutras sessões ou atividades a promover pela DGLAB.

Saiba mais sobre os webinars que decorrerão durante o ano e inscreva-se aqui.

Fonte: http://bibliotecas.dglab.gov.pt/pt/ServProf/Webinars/Paginas/default.aspx