A publicação do relatório do Diagnóstico aos Sistemas de Informação nos Museus Portugueses tem por objetivo dar a conhecer as principais caraterísticas dos museus portugueses no que diz respeito às áreas da gestão da informação e documentação dos seus vários tipos de bens patrimoniais, relevando aspetos que se relacionam com a forma como gerem a informação dos acervos à sua guarda, como articulam essa informação, que recursos dispõem, o que comunicam para o exterior ou que dificuldades (ou projetos) se colocam.

Os dados do relatório resultam da aplicação de um inquérito extensivo por questionário dirigido aos responsáveis de um controlado conjunto de unidades do universo museológico nacional (710 museus). O levantamento da informação foi realizado através de uma plataforma online entre março e junho de 2016, tendo-se recolhido nesse período um total de 222 respostas válidas. Os dados apresentados reportam-se ao ano de 2015.

Com os resultados obtidos procura-se contribuir para o desenho de um quadro global da realidade existente em Portugal, mas também para a reflexão e a discussão sobre a importância que estas questões assumem no quotidiano dos museus. Esta reflexão, necessária e fundamental, deve ser realizada de forma articulada com os trabalhos já desenvolvidos nas outras linhas de ação do GT-SIM – Grupo de Trabalho de Sistemas de Informação em Museus (por exemplo, com a documentação já produzida ao nível dos guias técnicos e dos vocabulários controlados).

Fonte e mais informação: https://www.bad.pt/noticia/2017/05/18/publicacao-dos-resultados-do-diagnostico-aos-sistemas-de-informacao-nos-museus-portugueses/

Share