Os Governos de Portugal e de Timor-Leste celebraram um protocolo de cooperação para a salvaguarda e divulgação de património arquivístico comum.

O documento assinado refere que os Arquivos Nacionais da Torre do Tombo da República Portuguesa e de Timor-Leste «são detentores de património documental cujos conteúdos podem contribuir para estimular a permuta de informação contidas nos acervos arquivísticos de interesse comum, os quais constituem parte integrante da memória coletiva e individual de ambos os países».

O protocolo foi assinado pelo Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, e pelo Ministro da Administração Estatal da República de Timor-Leste, Dionísio Babo Soares, tendo a cerimónia ocorrido no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa.

O memorando tem como objetivos: em primeiro lugar, promover a transferência de conhecimento e de formação na área arquivística entre os dois países. Em segundo lugar, permitir a cooperação para a digitalização de documentos relacionados com a história comum entre os dois países e noutras áreas acordadas.

Portugal e Timor-Leste comprometem-se, por esta via, a incentivar a promoção de todas as medidas para o diagnóstico de necessidades, organização e a inventariação de fundos documentais, bem como o desenvolvimento e intercâmbio de pesquisa documental sob a guarda de ambos os Estados, designadamente, os que respeitam ao património arquivístico comum.

Os dois países vão ainda poder fomentar ações de divulgação tais como colóquios, exposições e concursos monográficos, a terem lugar em Timor-Leste e em Portugal, bem como projetos comuns destinados à realização de candidaturas a financiamentos externos.

Este protocolo pretende prosseguir com os objetivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa no que se refere à recuperação do acervo histórico dos Estados-membros do bloco lusófono e a criação de mecanismos que facilitem a reprodução deste património comum.

Fonte: http://www.portugal.gov.pt/pt/ministerios/mc/noticias/20170404-mc-cooperacao-timor.aspx

Share